jueves, 15 de enero de 2015

Padre e rabino brasileiros manifestam repúdio aos ataques em Paris

O cônego José Bizon, encarregado da pastoral do diálogo ecumênico e inter-religioso da Arquidiocese de São Paulo, participante da Comissão Nacional de Diálogo Religioso Católico-Judaico e diretor da Casa da Reconciliação, em São Paulo, e Michel Schlesinger, rabino da Congregação Israelita Paulista e representante da Conib para o diálogo inter-religioso publicaram nesta segunda-feira, 12 de janeiro, a seguinte declaração a respeito dos atentados terroristas em Paris:
“Estamos convictos de que a liberdade de expressão e a liberdade religiosa são direitos fundamentais da pessoa humana. E por esta razão, devem ser respeitados e garantidos.
A Comissão Nacional de Diálogo Religioso Católico-Judaico da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) quer expressar o seu repúdio ao ataque terrorista contra a revista parisiense Charlie Hebdo, que levou ao assassinato de jornalistas e policiais inocentes.
Também manifestamos nossa aversão pelo ataque ao supermercado casher, que tira a paz do povo judeu tanto em Paris quanto em Israel.
Rezamos com todas as organizações de todos os credos e com as comunidades judaicas para expressar nossas condolências às famílias e amigos das  vítimas brutalmente assassinadas.
Reforçamos o nosso compromisso na continuidade do trabalho em favor da paz, que permite aos indivíduos o uso da criatividade artística como crítica à realidade.''
Cônego José Bizon 
Rabino Michel Shlesinger


Fraternura, 
Ir. Cristiane, NDS.

No hay comentarios: